1 Dia
Duração

Para visitar a queda d’água e realizar a trilha de acesso é necessário agendar a sua visita.

Você pode realizar a trilha acompanhado de seus amigos, familiares ou colegas de trabalho. Reúna sua turma e agende seu passeio. Ao realizar o procedimento você recebera informações importantes sobre as condições da trilha, dicas de segurança e muito mais.

Importante

Não nos responsabilizamos por pessoas que optam por realizar a trilha sozinhos ou sem a presença de guia ou profissional habilitado. Leve em consideração as práticas de segurança e as leis ambientais.


Informações sobre o Local

Localizada em área particular com acesso restrito, está a 50 km do centro de São José dos Pinhais, sendo 22 de estrada de saibro na estrada da Usina da Guaricana. Possui excelente local para banho com lindas piscinas naturais e queda d’água de aproximadamente 15 metros. São 20 minutos de caminhada do acesso a cachoeira entre trilha e rios.

TERMO DE RESPONSABILIDADE

Prezado Visitante,

Temos grande prazer em recebê-lo e em compartilhar as belezas da trilha de acesso a cachoeira do Rio do Meio, afluente do Rio Guarabutinha. Conhecida popularmente como “Cachoeira dos Ciganos”. No entanto, precisamos orientá-lo sobre riscos e responsabilidades ao se visitar uma área natural e expor algumas características das nossas atrações.

A administração do imóvel oferece as informações possíveis sobre o local, mas não se responsabiliza por acidentes e não possui um serviço de resgate especializado, sendo que em alguns locais é impossível o acesso de veículo para eventual resgate de acidentados ou pessoas com problemas de saúde.

O Imóvel visitado tem como objetivo a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental, de recreação em contato com a natureza e de turismo ecológico. Para compatibilizar estes é preciso que se preste atenção aos seguintes itens:

  1. Trazer de volta todo o lixo produzido (inclusive biodegradável) e destiná-lo corretamente;
  2. Evitar provocar incêndios – não são permitidas fogueiras; não jogue fora pontas de cigarros e cacos de vidro;
  3. Não coletar plantas (mudas, sementes ou flores secas), animais, rochas ou cristais;
  4. Não molestar animais silvestres; não oferecer ou deixar restos de alimentos e não pescar;
  5. Evitar fazer barulhos desnecessários; não usar aparelhos de som;
  6. Andar sempre nas trilhas habituais, evitando a erosão em trilhas alternativas;
  7. Não deixar marcas em troncos e pedras;
  8. Evitar desmoronamentos ao entrar e sair de rios, não jogar nada neles;
  9. Não entrar acompanhado de animais de estimação (Decreto 84.017 de 21/09/1972);
  10. Não trazer  bebidas  alcoólicas,  facas,  explosivos,  fogos  ou  armas  de  fogo  ou  de pressão;
  11. Não fazer uso de sabonetes e shampoos ao entrar nas águas;
  12. Tome cuidado com animais peçonhentos, como cobras, aranhas e escorpiões;
  13. Em caso de raios evite árvores isoladas e locais encharcados;
  14. Respeite o horário de saída (máximo às 17h00min – 18h00min durante vigência do horário de verão);
  15. Lembre-se: em ambientes naturais há riscos de acidentes e a fadiga pode favorece-los;
  16. No interior das trilhas, via de regra é preciso atravessar rios que podem subir repentinamente. Isso pode gerar situações perigosas, ilhando ou até arrastando as pessoa Mesmo não chovendo no local, chuvas a acima podem provocar cheias, conhecidas por trombas d’água;
  17. No interior das trilhas, o grande perigo está na viração, nevoeiro também repentino que ocorre principalmente no verão, que reduz fortemente a visibilidade no local.
  18. No interior das trilhas, ao entrar no rio ou no entorno da queda d’água existe o risco de afogamento.
  19. No entorno da queda d’água as pedras são extremamente escorregadias existindo risco de quedas, escorregões ou lesões. Podendo existir risco de morte.
  20. Não é permitido subir no topo da queda d’água, as pedras são escorregadias existindo risco de queda, e acidente fatal.

 

OS RISCOS ASSUMIDOS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS VISITANTES

 

Declaramos para os devidos fins que tomamos conhecimento das informações prestadas acima e que nos responsabilizamos pelo respeito às normas ambientais e as normas do imóvel a ser visitado, estando todos cientes das regras de visitação, dos RISCOS e que os assumimos integralmente, isentando a Direção e os Proprietários do Imóvel de quaisquer responsabilidades em caso de acidente.

Estrada da Usina Guaricana, KM 22 – São José dos Pinhais, Paraná

Comentários Sobre o Passeio

Não há comentários ainda.

Deixe um Comentário

Avaliação